home Dicas da Revista 12 dicas para perceber a sua mediunidade
Dicas da Revista

12 dicas para perceber a sua mediunidade

Autora: Cecília Alvarenga

Para você perceber sua mediunidade, proponho que vivencie uma experiência do sentir. Coloque uma música que lhe proporcione leveza. Imagine que você está deitado em uma grama, macia e verdejante, sentindo-a com o toque de suas mãos, ouvindo o canto dos pássaros, sentido que a luz do dia lhe preenche de um sentimento reconfortante de paz e de harmonia É só você, a natureza e um outro psiquismo que se conecta ao seu pela vibração do bem e do belo.

Lágrimas rolam pela sua face, seu coração bate suavemente, você é inundado por um sentimento de amor que te transporta para viver um encontro com um Espírito que, para você, é muito especial. Você sorri, fita os olhos dele, nada a dizer, pois a alma pulsante só deseja sentir o amor divino que se manifesta. O silêncio interior que se faz é o seu melhor companheiro, você suspira com profundidade, paralisado, você lembra de agradecer ao divino a experiência vivida.

Todos os seus sentidos estiveram alertas, captando estímulos externos e internos; o seu corpo e a sua mente entrando em contato com outra mente que se predispõe pela frequência energética, ambos vibrando em uma única frequência, a do Amor. A essa percepção extracorpórea, em qualquer escala de elevação dos Espíritos, que surge assim como um sexto sentido, chamamos de Mediunidade.

No item 159 do Livro dos Médiuns está dito que são raras as exceções de pessoas que não têm esse “canal” aberto para o mundo espiritual “Toda pessoa que sente a influência dos Espíritos, em qualquer grau de intensidade, é médium. Essa faculdade é inerente ao homem. Por isso mesmo não constitui privilégio e são raras as pessoas que não a possuem pelo menos em estado rudimentar. Pode-se dizer, pois, que todos são médiuns.”

A mediunidade é atributo do Espírito e os sinais de mediunidade ostensiva são subjetivos para cada médium, por isso nem sempre são iguais. Busque interagir com pessoas que possam te auxiliar quando não compreender o que vem acontecendo com você, principalmente se já estiver investigado determinadas causas sem diagnósticos conclusivos. Busque uma Casa Espírita que tenha propósitos sérios, estudos sistemáticos da Doutrina Espírita que te proporcionem clareza e ampliação de consciência sobre o Espírito imortal que somos.

É importante se autoconhecer, compreender a sua forma de lidar com suas emoções e também com seus relacionamentos interpessoais, o que é peculiar ou não no seu pensar, sentir e agir.

Vamos às dicas sobre como identificar a mediunidade:

1. Maior sensibilidade mental e sensorial;

2. Sonhos frequentes com desencarnados;

3. Capacidade de sentir a dor do outro, bem como suas vibrações positivas e negativas;

4. Perceber a presença de Espíritos desencarnados em seu ambiente doméstico ou em outros ambientes;

5. Capacidade de curar com oração, ou passes;

6. Sentir forte necessidade de escrever e ceder ao impulso rapidamente;

7. Sonhos premonitórios que se confirmam;

8. Desenhar ou pintar além das suas capacidades criativas;

9. Sentir a chegada de alguém em determinado lugar, estando você distante;

10. Sentir tremores nas mãos e vontade grande de escrever e ao fazer a leitura você não identificar que a propriedade do conteúdo escrito seja seu;

11. Pela sua voz, reproduzir sentimento e pensamento pertencente a um espírito desencarnado;

12. Após o desencarne de entes queridos, você consegue visualizá-los no mundo espiritual, muitas vezes com requinte de detalhes.

62 comentários on “12 dicas para perceber a sua mediunidade

  1. Não tenho nenhuma percepção de mediunidade ostensiva.
    Raramente consigo visualizar meus pais e minha irmã que já desencarnaram.

  2. Tenho a percepção de mediunidade ostensiva, iniciou na infância com uma visão de um espírito, aos 16 anos novamente outro espírito (identificado), muito sensitiva, médium de incorporação, efeitos físicos, escrita, enfim sou médium ostensiva e praticante no meu dia a dia.

  3. Eu também não tenho nenhuma percepção mediunidade ostensiva. O que aconteceu comigo uma vez foi me ver deitada na cama. Eu me olhava do alto. Uma vez também eu sonhei com uma igreja que eu nunca tinha estado lá. Eu na época não era catolica. Tempos depois já frequentando a religião catolica, fomos em grupo do Encontro de Casais á igreja de São Lázaro e tomei um susto pois era a igreja do meu sonho.

  4. Eu percebo a minha mediunidade sentindo a presença dos que partiram, principalmente a do Meu Pai. Também tenho muita empatia com algumas situações que amigos queridos meus, passam. Outra forma de sentir a mediunidade é entrar em algum ambiente e captar a energia do ambiente ou de alguma pessoa que esteja perto de mim ou está no mesmo espaço e quando olho ela verbalizando algo ou pelo seu semblante.
    Faço orações, assim consigo me conectar com o sagrado e seres de luz, pedindo proteção e emanando bons fluidos.

  5. Eu sinto muito os Espíritos. Algumas vezes eu os vejo. Mas a maior parte das vezes os sinto quando oro, medito, estudo, quando chego em algum lugar, no ônibus, na rua em qualquer lugar.

  6. Só não me ocorre com frequência, sonhos frequentes com desencarnados, sonhos premonitórios, perceber chegada anteci pada de pessoas.
    Encontros vívidos e muito nítidos com parentes desencarnados, intuições fortíssimas para falar e escrever, entre outras.

  7. Sinto essa vontade de curar com orações ou passes embora no momento não estou em nenhuma casa espirita eu faço essa prática á distãncia com orações e preces. Tambem o itém 12 que visualizar entes queridos no mundo espiritual

  8. O autoconhecimento é imprescindível para lidarmos com nossas emoções, como agimos e reagimos às intemperanças no nosso cotidiano, como também nas nossas relações interpessoais, tanto com o outro como com nós mesmos.

  9. Eu sempre que estou com alguém que está precisando de um abraço eu tento deixar ela mais confortável. E acho que dá certo.

  10. The beauty of these blogging engines and CMS platforms is the lack of limitations and ease of manipulation that allows developers to implement rich content and skin the site in such a way that with very little effort one would never notice what it is making the site tick all without limiting content and effectiveness.

  11. Sinto a mediunidade em mim pela grande empatia que sinto com as pessoas e sempre me vejo na vida em situações de ajudar as pessoas. Sou muito intuitiva e resolvo muitas das minhas questões em sonho. Já me vi fora do meu corpo e sinto que vim a este mundo com uma missão muito grande a cumprir.

  12. Como evoluir nossa mediunidade além dos nossos horizontes? E como conseguir entrar nos horizontes não oferecidos e aprender sem filtros?Pois tudo que é entregue a nóis não é tudo que podemos alcançar.

  13. Das 12 dicas de Cecília Alvarenga para percebermos a nossa mediunidade, me identifiquei com as de número 1, 2, 4 e 7. Tenho certeza que vivencio
    A semana passada tive um momento de choro compulsivo, dor intensa de cabeça e calor excessivo e dizia entre lágrima: não deixa Senhor, não deixa Senhor… Uma sensação de está ali na cozinha e não estar. Não sei explicar o porquê! Ouvi os salmos 91 e fiz a oração do Paí Nosso, assim que “melhorei”

  14. Percebo-me médium desde muito pequena! Vivo muitas experiências mediúnica antes mesmo de ter uma mínima compreensão do que é a mediunidade. E muito cedo fui instada ao trabalho mediúnico. Comecei na Umbanda, trabalho que gostei muito, passei pelo Candomblé, muita aprendizagem envolvida, mas senti necessidade de me compreender melhor. E foi fazendo o curso básico de Espiritismo, que comecei a caminhada de ampliação dos meus horizontes para o autoconhecimento de modo sistematizado. Não parei mais. Interrompi por um tempo a caminhada no meio espírita. Fui viver outras experiências, viagem que agora retorno de modo muito peculiar : buscando a ampliação dos meus horizontes do sentir. Sentir esse ser que sou: Infinito!

  15. Não sou médium ostensivo tenho sensações de arrepios, calor nas mãos, nas visualizações algumas taquicardia. Sei que é uma caminhada longa para o autoconhecimento,contudo, pretendo chegar lá.

  16. Minha mediunidade nao e´ostensiva, mas ja tive sonhos premonitorios, as vezes choro quando estou estudando sobre espiritualidade, sinto um pouco a energia das pessoas, do ambiente. Gosto de ajudar as pessoas, quando a intuição alerta.

  17. Olá 🌻
    Desde de criança percebi que algo diferenfe em mim queria saber o que era quando pela primeira vez uns 10 anos sonhei que meu vovô ia falecer e aconteceu depois disso mais sonhos com havisos e cheiro de rosas 🌹 quando alguém próximo vai falecer a última foi minha vovó 3 dias antes sonhei minha mãe ja desencarnada veio me avisou e senti cheiro de rosas liguei para meus 3 irmãos e disse se eles quisessem despedir tinha que ser naquele dia pois de 27 netos só nós despedimos foi por causa do aviso em meu sonho com a minha Amada mãe.
    Muitas coisas acontecem comigo sentir angústia das pessoas me arrepiar e com as minhas palvaras ajudar elas
    Sou chorona sofro muito com dor dos outros por muitas vezes tento ajudar no que é possível
    Esse curso está sendo um aprendizado importante pra mim .quero saber mais sobre minha vida espiritual quero aprender realizar passe .
    Obrigada .

  18. Olá 🌻
    Primeira mente grata por tudo.
    Desde de criança percebi que algo diferenfe em mim queria saber o que era quando pela primeira vez uns 10 anos sonhei que meu vovô ia falecer e aconteceu depois disso mais sonhos com havisos e cheiro de rosas 🌹 quando alguém próximo vai falecer a última foi minha vovó 3 dias antes sonhei minha mãe ja desencarnada veio me avisou e senti cheiro de rosas liguei para meus 3 irmãos e disse se eles quisessem despedir tinha que ser naquele dia pois de 27 netos só nós despedimos foi por causa do aviso em meu sonho com a minha Amada mãe.
    Muitas coisas acontecem comigo sentir angústia das pessoas me arrepiar e com as minhas palvaras ajudar elas
    Sou chorona sofro muito com dor dos outros por muitas vezes tento ajudar no que é possível
    Esse curso está sendo um aprendizado importante pra mim .quero saber mais sobre minha vida espiritual quero aprender realizar passe .
    Obrigada .

  19. percebi ja algumas situacoes mas sinto muita empatia e as vezes sinto que tem alguem do meu lado tenho muita intuicao mas que acho que era normal desde crianca sentia que tinha algo amais crianca ao 15 anos pre desdobramentos pois nao deichava terminar tinha medo m

  20. Sempre sinto uma conexão com o espiritual desde menina.
    Uma intuição geralmente que se concretiza… uma premonição de sentir o que pode estar acontecendo mesmo com pessoas distantes ou que não vejo tem tempos.
    Só não costumo sonhar com pessoas desencarnadas.
    Mas até cenas como num flash que posteriormente acontecem daquele jeito…
    Depois da ULE, não tenho mais estranhamento e sim tenho naturalizado bastante essas aptidões!

  21. Ola!

    Não me percebo como médium ostensiva, mas sei que recebo comunicações mente a mente, estou sempre dialogando com desencarnados conhecidos e desconhecidos, recebo informações e ensinamentos que são valiosos, no sentido do despertar, e me orientar em vários aspectos. Mas percebo também, em algumas destas comunicações, que os conselhos e orientações, a me impulsionar para atitudes, que não são benéficas, então eu direciono para uma vibração elevada, no sentido do bem, amor, compaixão, empatia.
    Tenho sonhos premonitórios, sonho com desencarnados, os vejo, dialogamos, revendo algumas questões.
    Ouço avisos de alerta na mente, e muitos destes, pude evitar sofrimento físico, mental e até financeiro.
    Mas é certeza, que com os estudos na ULE, venho me observando bem mais. E entender que sou um espirito imortal, me dá conforto, e me leva ao entendimento de algumas interrogações que sempre me inquietou.

  22. Sinto cheiros de flores, álcool, cigarros e também de odores.

    Sonhos com desencarnados.

    Também quando sonho com alguém várias vezes e comento, tenho notícias que está doente ou precisa de oração.

    Sinto vontade de escrever, fico tentando e escrevo mensagens simples…

  23. A minha mediunidade não é onstensiva. Mas mesmo antes de começar os estudos na ULE eu consigo sentir a presença de um mentor (na verdade uma mentora) que me orienta, me acalma e me guia nas ações que tomo. Isso me traz calma e mais segurança. Me traz também companhia pois sinto como se tivesse sempre alguém comigo. Sempre tive essa percepção sem saber exatamente que nome ou como chamar essa “sensação”.

  24. Minha mediunidade não é ostensiva. Não costumo ter premunições, é raro eu sonhar com pessoas desencarnadas, até os meus entes mais queridos. Só que quando me concentro e faço orações me sinto feliz e percebo a força de cura e de paz que elas me proporcionam e podem proporcionar ao outro. Tenho também muita intuição, especialmente para os negócios. Estou iniciando a minha caminhada de estudo e ainda tenho muito a aprender e a melhorar como ser humano.

  25. Olá!
    Das 12 dicas que Cecília Alvarenga especifica para identificar a mediunidade:

    5. Capacidade de curar com oração, ou passes; Esta é a que estou me preparando para conseguir realizar.

    1. Maior sensibilidade mental e sensorial;Uma vez senti a presença de uma pessoa desencarnada, como se ela estivesse muito agitada e em seguida, instantes depois quando ela deixou o local, percebi um cheiro muito forte( não senti com meu olfato).

    3. Capacidade de sentir a dor do outro, bem como suas vibrações positivas e negativas;Quando alguém está fazendo oração para mim, sinto sua vibração. Assim como sinto como se fosse uma dor de cabeça na parte frontal(na região temporal esquerda) às vezes acontece quando estou numa sala virtual aí faço transfusão de energia solicitando um irmão amigo desencarnado para restabelecer a harmonia energética.

    4. Perceber a presença de Espíritos desencarnados em seu ambiente doméstico ou em outros ambientes;Havia uma criança dormindo e eu estava um pouco afastada de costas, em pé e de repente sinto vontade de olhar p trás e aí percebo como se alguém saísse perto da criança.

    7. Sonhos premonitórios que se confirmam;Sonhei com uma pessoa conhecida e acordei com aquela imagem nítida que se confirmou, a pessoa se encontrava em outra cidade.

    11. Pela sua voz, reproduzir sentimento e pensamento pertencente a um espírito desencarnado;Estudante do Ciclo III da ULE por necessidade de sentir o que eu estava estudando, roguei ao Criador que me permitisse sentir a Psicofonia, estava sentada na cama e senti uma pessoa ela estava em prantos e era como se ela estivesse bem próxima da minha cabeça, bem pertinho e veio a imagem da pessoa desencarnada (eu a conhecia) aí conversei com ela acalmando, com um sentimento de levá-la para ser acolhida, a entreguei a uma pessoa médium experiente, solicitando ajuda dos irmãos amigos desencarnados.
    Em outro momento tiive a impressão de que uma pessoa ditava no mesmo ritmo palavras uma consecutiva a outra, cheguei a visualizar a cor da caneta e o formato das letras foi um trecho pequeno.
    Gratidão a todos da ULE.

  26. 4. Perceber a presença de Espíritos desencarnados em seu ambiente doméstico ou em outros ambientes;
    Apesar de não ser médium ostensivo, tenho percepção muito forte de alguém estar comigo, em casa, na rua, sentir-me, estar sendo seguida. Não um sentimento ruim, mas sinto alguém me observando o tempo todo. Certa vez, fui realizar uma visita a um doente(Pai de uma amiga) e quando estava para sair, minha amiga e a irmã, disseram que desde minha entrada no quarto, alguém me acompanhava e estava do meu lado!
    Importante o autoconhecimento, agregarmos conhecimento, observar atentamente aos nossos sentidos, para aumentar nossa percepção!

  27. A percepção que tenho é de mediunidade sensitiva.
    Há alguns anos atrás, eu estava em uma igreja católica acompanhada de uma de minhas irmãs, e de repente, comecei a sentir um forte cheiro de fumaça, como se eu tivesse perto de matas pegando fogo. Comecei a olhar ao redor do local onde me encontrava, e nada estava pegando fogo.
    Comentei com minha irmã o que estava acontecendo e ela falou que podia ser algo espiritual, o que foi confirmado quando fui buscar respostas para o ocorrido.
    Outro fato, ocorreu em Março de 2022, aconteceu uma situação bastante complicada comigo e com pessoas da família. Alguns dias depois, uma madrugada exatamente as 3:00 da manhã fui acordada com barulhos no celular e o celular não tinha nenhum registro de disparo do despertador e de repente comecei a sentir um cheiro especifico de alguém de minha família que tinha desencarnado em 2019. E de repente, me vi conversando com minha mãe, me dizendo que eu não tive culpa do ocorrido. Fiquei muito agradecida e orei.

  28. A MAIS DE 20 ANOS TRAABALHO E UM CENTRO ESPIRITA, NA QUAL ME PREENCHE DENTRO DAS MINHAS FORMAÇÕES E CONHECIMENTO. AJUDO E SOU AJUDADA DESDE SEMPRE E JAMAIS ME DECEPCIONEI COM SEUS ENSINAMENTO. PROCURA ESTÃO ATENTA E SEMPRE PROCURANDO MAIS SABERS E CONHECIMENTO NA QUAL TRAGO PARA MINHA VIVÊNCIA HUMANA E ESPIRITUAL. NÃO CONSIGO SEPARAR A MINHA VIDA TERRENA COM A ESPIRITUAL PORQUE SEI QUE ESTAMOS INTERLIGADAS POR ALGUMAS FINALIDADE QUE NEM TODO OS ESTUDOS E ESFERAS DE CONHECIMENTO SERÁ O SUFICIENTE PARA ENTENDERMOS TUDO. APENAS TRAGO PARA MIM O QUE TE COMO PERTINENTE A MINHA VIDA HUMANA E ESPIRITUAL.

      1. Sou voluntária em uma casa espírita há 15 anos, durante esse período o estudo foi o centro da minha atenção. Já trabalhei em vários setores, inclusive a parte social. Desde 2014 trabalho com assistência espiritual, onde aprendo com os espíritos necessitados como eu.
        O convívio com os amigos espirituais de luz ampliou meu horizonte, pois eu não os vejo, porém os sinto, e agora já começo a distinguir quem está próximo naquele momento.
        A ULE tem uma parcela nessa expansão de consciência.
        Obrigada ULE!

  29. Não tenho mediunidade ostensiva. Quando alguém está com problema de saúde, tanto no círculo familiar e de amigos, eles me ligam solicitando minhas orações. Confesso que sinto impotente perante essas situações, mas ao mesmo tempo, pela confiança e empatia, eu me conecto a Deus, a Jesus, a Espiritos amigos e coloco o intento solicitado. Recebo agradecimentos, nesse momento levo novamente o pensamento ao alto e agradeço.
    Estou através dos meus estudos na ULE, conhecendo esse processo melhor, mais profundamente, buscando perceber, entender, e desenvolver minha mediunidade, para assim, poder realizar essa troca, esse intercâmbio de forma consciente, madura e confiante no que estou fazendo.

  30. Boa tarde.
    Eu me percebo médium passista, sinto as mão trémulas e quentes, ao dar o passe, e muitas vezes, sinto as sensações emitidas pelo espírito desencanado. Nas mediúnicas, surge na minha tela mental, imagens e paisagens, sinto sensações diversas, raramente, me comunico verbalmente.

  31. Não conheço a minha mediunidade, sei que não é ostensiva. Entre as doze dicas do texto, aproximo mais do item 3 ( ser sensível à dor do outro) e 8 (desenhar e pintar além das capacidades criativas); vejo como uma habilidade minha, mas de um tempo pra cá, estudando na ULE, tenho me questionado: como pode uma prática com frequência tão baixa , percebo que a minha destreza se assemelha a quem pratica diariamente a arte de desenhar e pintar. Salta aos olhos.

    Algumas vezes percebo imagens mentais ou fala que aparecem na hora certa para a pessoa ou circunstância certa.

    Estou começando a investigar melhor, interagindo e aprendendo na ULE.

  32. Oi bom dia a todos. Desde de a adolescência eu já me questionava sobre o porquê da existência da vida, e não aceita a morte com um simples final de tudo. O ” morrer, acabou” pra mim não explicava nada. Parti em busca de respostas. E embora de família evangélica, parti para o espitismo, pois enxerguei aí respostas que me preenchiam a alma. Dali passei a estudar o livro dos espíritos e o do Evangelho Segundo o Espitismo. Anos depois frequentei varios centros, ajudando e estudando. Estudo sem obras não adianta de nada. Tenho procurado me autoconhecer e ajudar o próximo também. Quanto a minha mediunidade, não a tenho ostensiva, mas tenho muita intuição e estou procurando desenvolver minhas capacidades neste área. Por isto também estou aqui.

  33. Então já tive por vezes situações as quais pude perceber conteúdos que não eram meus.Situações que pessoas passavam que não tinha como eu saber. Mas hoje tudo parece que desconectou.Mas sigo em frente em busca de me conhecer nesse personagem. Gratidão

  34. Minha mediunidade não é ostensiva, sinto sim uma intuicão muito forte que.
    Sei que vim ao mundo com um proposito de ajudar o universo.

  35. Olã, eu sempre tive percepções mediúnicas. Sem saber no início do que exatamente se tratava. Eu era e me sentia diferente. Sensibilidade a flor da pele. Ouvia vozerio. Sem pessoas próximas.Via espíritos as vezes. Um dia no evangelho do lar na casa da minha irmã. Vi várias pessoas, desencarnadas esperando no sofá. O evangelho começar. Sempre sonhei com meus familiares desencarnados Também fui muito tempo sonâmbula.Até começar a estudar os fenômenos e a doutrina espírita. Diminuiu o sonambulismo. Já trabalhei em reuniões mediúnicas e dei passagens pela psicofonia e psicografia.Hoje continuo estudando. No momento não estou como colaboradora em nenhum centro espírita. Mas continuo vivendo minha mediunidade no dia a dia. Já tive sonhos premonitórios e vi se realizarem. Exemplo as enchentes aqui nos interiores da Bahia, E outros na família e com a vida de amigos próximos também. Uma vez visualizei o momento do desencarne do avó da minha amiga. Na noite do ocorrido e exatamente como foi, no quarto dele. Cedo da manhã liguei para ela e foi confirmado tudo com os detalhes que eu vi em desdobramento. Foram tantas experiências mediúnicas. Que levaria horas, contando. Eu adoro falar delas.

  36. Tenho algumas percepções sim,
    Sonhos
    Percebe a presença de espírito
    Necessidade de escrever
    Tremores nas mãos
    Reproduzir sentimentos e pensamentos
    Algo que me assustou muito no início mas hj entendo que preciso estudar e me dedicar sempre .

  37. Olá,

    Muitas vezes sinto presenças ao meu lado, a intuição de que algo de bom ou ruim irá acontecer. A sensibilidade em sentir como minha, a dor do outro. Quando adolescente me vi saindo do corpo, na época não entendi, achei que tinha morrido e várias outras vezes, mas era como se tivesse em um sonho. Durante algum tempo acordava na madrugada e aplicava um passe em mim mesmo e voltava a dormir. Uma vez fiquei como que paralisada e percebi como o tempo ia passando e eu ficando mais velha. Talvez me encaixaria seguindo a ordem das dicas nos números 1,4,7, É isso!

  38. Não me percebo como médium ostensiva, possuo uma boa intuição, e ao entrar em um ambiente qualquer consigo sentir a energia do local. Se está tudo bem, se tem algo diferente. o mesmo acontece com as pessoas, percebo se estão bem, ou se estão com algum problema. Acredito que preciso dar mais vazão a essas sensações.

  39. Gosto de estudar a Doutrina espírita, já participei de mediúnica a muitos anos atrás, na casa da caridade, quando Lívia era viva, e deixei de frequentar o curso porque todas as vezes que tinha mediúnica eu vivênciava no centro o que ouvia em casa( era como se no condomínio alguém pedisse socorro eu ouvia e via a cena e isso na mediúnica o espírito aparecia, Lívia dizia que era normal, também fiz curso lá de psicografia e a noite eu acordava e ouvia, levante pegue um papel e uma caneta, só que aí eu já sabia e então dizia, aqui não é o local, mais ainda assim o espírito falava, eu não levantava para escrever e acordava e não lembrava do ocorrido, mas quando eu encontrava a pessoa para quem era o recado, eu falava, estranho parecia até q não era eu, mais era. Enfim não gosto , não gostaria de passar por isso novamente. Hoje faço esse curso, vou ao centro tomo passe assisto palestra e só. A sim, sou reikiana e já trabalhei em um centro na época São Francisco de Assis, ficava na Boca do Rio, lá aplicamos Reiki e eu infelizmente sentia tudo que a pessoa estava passando, hj aplico o Reiki para qualquer pessoa , desde de que eu esteja em um centro espírita. Sei q é ignorância minha, que estou apenas adiando, só q nesse momento de minha vida eu me sinto muito fragilizada e não gostaria de trabalhar, mas, gostaria de estudar mais.

  40. Entrei na ULE dizendo que não tinha mediunidade e logo no primeiro semestre aprendi que todos nós somos médiuns, então passei a dizer que minha mediunidade era quase zero, já que não poderia ser zero. Avancei nos estudos e acabei por perceber um tipo de mediunidade incrível em mim, que é a possibilidade de transformar situações através da oração, da conexão com meus amigos espirituais, buscando neles inspiração, energia, fluido vital, e trazendo efeitos imediatos e curativos não só para mim como para pessoas que em algum momento me fazem perceber que precisam de ajuda. Isso foi uma verdadeira transformação na minha vida, e sou eternamente grata à ULE e a todos os amigos, encarnados e desencarnados, que me inspiraram e incentivaram a iniciar e a não desistir nunca desse estudo. E com isso tudo, cresce a cada dia a vontade e o compromisso de fazer com que mais e mais pessoas sigam nesse caminho.

  41. Muito boa essa meditação. E, sim, sonho muito com entes queridos desencarnados, com inclusive sinalização de direcionamento para minhas duvidas maiores! Alguns sonhos com amigos desencarnados por vezes são repetitivos, e a luz também da Psi Junguiana busco associar ou traduzir, significar os símbolos que me veem!

  42. De
    Pronto agradeço a oportunidade de poder compartilhar experiências e me sinto como que estivesse chegando em
    Um
    Lugar com pessoas próximas. Vez que
    Este lugar de sentir, ouvir, sonhar e
    Aprendizado acerca dos conteúdos aqui abordados as vezes nos deixa distante de
    Outras pessoas. Felizmente, a
    Ule tem proporcionado mais conhecimento sobre o que acontece nos deixando mais à vontade ao sentir – naturalizando a mediunidade. Muito grata! Vamos ao autoconhecimento ❤️❤️❤️

  43. 30 de abril de 2024
    Ainda tenho dúvidas do tipo de mediunidade
    sinto emoção na reunião mediúnica
    palpitação e as vezes intuição sobre alguém ou algum assunto

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *